DECRETO DO BISPO DIOCESANO


DECRETO DO BISPO DIOCESANO, Dom José Roberto Fortes Palau, Bispo Diocesano de Limeira.

Orientação aos fiéis, para preservação do contágio contra o COVID-19 – Coronavírus.

DECRETO DO BISPO DIOCESANO

ORIENTAÇÃO AOS FIÉIS, PARA A PRESERVAÇÃO DO CONTÁGIO CONTRA O COVID-19 – CORONAVÍRUS

Seguindo as orientações governamentais e sanitárias, no compromisso com a vida e o bem integral de toda pessoa humana, DECRETAMOS o que segue para este tempo de risco de contaminação e de prevenção do COVID 19 (novo Coronavírus):

1 – Ao considerar a recomendação do Papa Francisco, o qual afirma que “não é tempo de fechar as igrejas, elas devem permanecer abertas, limpas e bem ventiladas, pois, nesta hora, o povo precisa receber o conforto e a assistência religiosa”, acolho, mas, exorto as pessoas que fazem parte de grupos de risco a rezarem em suas casas e acompanhar a missa através de meios de comunicação, até que a pandemia seja superada.

2 – Conforme o Cân. 87§ 1, determino que as missas diárias (feriais e dominicais) públicas sejam suspensas, até segunda ordem, e os fiéis dispensados do preceito dominical. Também exorto a todos os presbíteros, a celebrar a missa em privado, diariamente (Cân. 904) e a rezarem pelos enfermos e falecidos de suas comunidades paroquiais.

3 – Fica suspensa a comunhão aos idosos e enfermos levada pelos Ministros Extraordinários da Comunhão, até segunda ordem.

4 – Ficam suspensos os encontros de catequese e demais atividades paroquiais e diocesanas (reuniões, formações, retiros, encontros de noivos, pais, padrinhos, eventos sociais, etc.) até segunda ordem.

5 – Fica suspenso o Mutirão de Confissões.

6 – Todas as atividades públicas da Semana Santa estão suspensas. A missa dos Santos Óleos será celebrada na Catedral Nossa Senhora das Dores, na Quinta-feira Santa, mas sem a presença de clérigos e fiéis.

7 – Os párocos e administradores paroquiais dialoguem com os interessados sobre a possibilidade de transferir, sem grave prejuízo, as celebrações públicas de batizado e matrimônio, sendo cada caso tratado singularmente e com consenso das partes.

Todas essas medidas foram tomadas para preservar a saúde dos fiéis leigos e do clero em tempo de pandemia de coronavírus.

Suplicamos a proteção da Virgem das Dores, nossa Padroeira diocesana, neste momento de sofrimento e provação para o nosso Brasil e o mundo: Virgem das Dores e São José, seu Esposo, rogai por nós!

Limeira, 19 de março de 2020.

Dom José Roberto Fortes Palau
Bispo diocesano de Limeira

Pe. Deivison Rodrigo do Amaral
Chanceler do Bispado


Voltar